Rommanel

terça-feira, 20 de março de 2012

CONEN REALIZA PROJETO ESCOLAR EM GUAJARÁ MIRIN

e

Na foto o presidente do Conen homenageia alunos de Guajará Mirín.

A equipe do Conselho Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas (Conen) do município de Guajará Mirim começou a atuar com a nova diretriz da gestão presidida por Neirival Pedraça, e montou uma estratégia de ações preventivas nas escolas da cidade. O trabalho tem como meta uma educação preventiva e a conscientização de alunos, pais, professores e família, sobre os efeitos e as conseqüências causadas por estas substâncias químicas nocivas à vida humana, em todos os seus aspectos físico, psíquico e social.

O Conselho desenvolve o projeto em parceria com as representações da Força Nacional, Delegacia da Mulher, Policia Federal, Fórum da Vara de Execuções Penais e o Ministério Público. A representante do conselho na cidade, Elisangela Lima Hofmaister, disse que a intenção é informar os alunos sobre os malefícios do vício numa ação preventiva que tem como justificativa o diagnóstico da situação de risco da comunidade. Segundo ela na região foi constatado um percentual elevado de pessoas envolvidas com o uso do álcool, tabaco, bem como diversas drogas ilícitas como maconha, cocaína e outras mais.

Com o projeto, o Conselho intervém de forma indireta no currículo escolar, chega à sala de aula e a intimidade familiar. Participam do trabalho os professores, envolvendo as disciplinas de língua portuguesa, ciências biológicas, geografia, história, química, educação artística e informática. Em cada classe o trabalho é desenvolvido individualmente e em grupos, com pesquisas e debates. O laboratório de informática da escola é um meio utilizado para a elaboração de cartazes, murais e pesquisas.

Os professores utilizam ainda como recurso didático filmes, vídeos e a tecnologia de informação e comunicação, com a devida orientação e sensibilização contra o uso abusivo de drogas. Teatro, músicas, confecção de murais, entre outros produtos encerram as atividades de pesquisas, realizadas no processo pedagógico. “Além das atividades lúdicas, o projeto ainda apontará um índice de pessoas envolvidas com drogas, uma situação real e os recursos disponíveis para investimento na área”, salientou o presidente do Conen, Neirival Pedraça.

“Para esclarecer sobre esse assunto, foi elaborado varias cartilhas e campanhas contendo fundamentação teórica atualizada e com embasamento científico em linguagem simples e descontraída, favorecem a reflexão sobre a prevenção do uso das drogas e as relações entre pais, comunidade, autoridades policias”, explicou Pedraça.

Médicos, psiquiatras, psicólogos, ex-viciados em drogas estarão envolvidos nas atividades de palestras e debates. O começo das atividades está previsto para outubro, com apresentação de atividades já no dia 13 até 14 de novembro. As ações serão contínuas durante todo o ano letivo e deverão ser repetidas a cada ano.

“Com este projeto, esperamos que as pessoas se tornem mais conscientes sobre os malefícios causados pelo abuso de drogas à vida humana e que devem sim, buscar sempre formas de melhorar a sua qualidade de vida, agindo com responsabilidade, preservando a nossa maior fonte de felicidade e realização: a saúde”, finalizou Elisângela.

Nenhum comentário: