Rommanel

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

ANA MARIA NEGREIROS DIRETORA DA POLICLÍNICA OSVALDO CRUZ VISITA CAPS EM PORTO VELHO



DIRETORA EXECUTIVA DA POC VISITA CAPS


O Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) oferece serviço ambulatorial de atenção diária em saúde mental, objetivando atendimento humanizado, digno e eficaz às pessoas com transtorno mental. O local oferece ambulatório especializado em saúde mental, consultórios, área de convivência e quadra de esportes coberta. Com uma equipe técnica e profissional composta de psiquiatras, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, pedagogos e terapeutas.
De acordo com Erika Machado, administradora de Recursos Humanos, “no CAPS não tem nenhum tipo de internação, os pacientes tem, tratamento clínico, atividades físicas, recreação, terapia ocupacional, ações de convívio e estímulo de integração social e familiar. Eles permanecerão no centro durante todo dia e ao final das atividades retornam ao convívio de suas famílias. O objetivo é atender os usuários com qualidade e respeito”, explicou.

Conforto

­­­O CAPS oferece um espaço físico amplo e climatizado, com sala de espera e recepção, consultórios, oficinas de arte, trabalhos corporais e música, refeitório, cozinha, setor administrativo, sala de reuniões, quadra poliesportiva coberta, banheiros adequados com rampa de acesso e vestiários.

Atendimento
­­­-“O CAPS Madeira Mamoré acolhe todos os pacientes que são atendidos na Policlínica Oswaldo Cruz (POC), no Hospital de Base (HB) e municípios do Amazonas, e, até da Bolívia. As consultas e serviço ambulatoriais são realizados por equipes especializadas, formadas por médicos, psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, enfermeiros e auxiliares técnicos”, destacou Ana Maria Negreiros, diretora executiva da POC.
­­De acordo com Ana Maria, o objetivo da visita é conhecer o ambiente e poder acompanhar mais de perto o trabalho desenvolvido pela a equipe, objetivando sempre a melhoria no atendimento aos pacientes.
­­- “A área de saúde no estado de Rondônia vem recebendo uma atenção especial do nosso governador, com um aumento significativo de atendimentos. Para se ter uma idéia do crescimento, em comparação a 2010, o número de atendimentos duplicou, em 2011 tivemos mais de 11 mil atendimentos, nosso objetivo é implantar o CAPS Infantil para atender crianças e adolescentes com transtornos mentais e realizar o acompanhamento interdisciplinar e promover a reinserção social de nossos pacientes”, disse Ana Maria

Nenhum comentário: