Rommanel

quinta-feira, 19 de maio de 2011

IMMA PARTICIPARÁ DA FEIRON E RECEBE VISITA DO VICE-PRESIDENTE E COODENADOR DA FEIRON 2011 ADILSON POPINHAK

(fotos:Neycunha/Cadernodestaque)

Funcionários da IMMA


Em visita à Indústria Metalúrgica e Mecânica da Amazônia Ltda. - IMMA, fábrica de equipamentos hidromecânicos e de levantamento, o vice-presidente e coordenador da FEIRON 2011, Adilson Popinhak foi recebido pelo gerente de relacionamento Gustavo Almeida, que durante a reunião, lembrou que a IMMA participa da FEIRON desde a segunda edição realizada em 2009. “Começamos com um pequeno estande, pois estávamos iniciando nossas atividades em Porto Velho, mas já sabíamos da importância Feira para o Estado em termos de indústria”.
Gustavo frisa a veracidade dos dizeres escritos numa placa existente na FIERO, onde se lê - Aqui é a casa da Indústria. “E realmente é de fato e nós podemos comprovar isso. Quando a IMMA chegou aqui, o nosso escritório era na FIERO. Não tínhamos a fábrica, então disponibilizaram um espaço para que pudéssemos trabalhar”, disse.
Outro ponto citado pelo gerente foi referente à FEIRON e seus objetivos, entre outros, de promover o intercâmbio comercial, de mostrar as potencialidades do Estado e oportunidades de negócios. “E a IMMA conquistou reconhecimento mediante uma rede de contatos importantes em Rondônia, justamente por ter participado da FEIRON e por ter esta parceria positiva com a FIERO”.
O gerente falou também do apoio do Governo do Estado e da Prefeitura de Porto Velho. Mas destacou como fundamental o apoio que a Federação das Indústrias ofereceu de forma incondicional. Ele considera a FEIRON e consequentemente a FIERO grandes responsáveis pela IMMA pertencer ao estado de Rondônia.
Sobre a participação na 5ª edição da Feira Internacional da Indústria de Rondônia, Gustavo comentou que a FEIRON se torna cada vez mais internacional. “Sabemos do relacionamento próximo que a FIERO tem com os países vizinhos, como Peru e Bolívia, e estamos no processo de reafirmação da nossa condição de fabricante de equipamentos metalúrgicos pesados aqui na região Norte para o mercado externo. Nossa expectativa é que esses encontros consigam também estreitar o relacionamento da IMMA com estes mercados visando novos parceiros comerciais”.
Ele parabenizou o presidente Denis Baú pelo apoio e à iniciativa do vice-presidente da FIERO, Adilson Popinhak, que tem realizado visitas às empresas, fazendo contato com os empresários, o pós venda e consequentemente fechando contratos para que as indústrias rondonienses participem da FEIRON 2011.
Denis Baú ressaltou que a iniciativa mostra compromisso e empenho para que a Feira deste ano supere as expectativas em todos os sentidos. Quanto a IMMA, Baú afirmou ainda que “a empresa tem muita relevância no contexto industrial de Rondônia - reflexo positivo da construção das usinas hidrelétricas no nosso Estado, por que depois que as obras das usinas Jirau e Santo Antônio forem concluídas, a IMMA vai continuar aqui”. O presidente finalizou dizendo que “faço questão de sempre lembrar sobre a importância da parceria desta empresa com o Sistema FIERO”.
Associação de grandes empresas
Com o objetivo de subsidiar os projetos de hidroeletricidade da região Norte do Brasil, por meio do fornecimento de equipamentos, entre eles, hidromecânicos e de levantamento, para os empreendimentos deste setor na Amazônia, a Alstom, líder mundial em infra-estrutura de energia e transporte, associou-se à Bardella, tradicional empresa nacional de bens de capital com engenharia sob encomenda, para a construção da Indústria Metalúrgica e Mecânica da Amazônia - IMMA.
A joint venture firmada para a IMMA conta com participação acionária de 50% de cada uma das empresas. As duas empresas, que estão juntas nos principais projetos de hidreletricidade no Brasil, trabalham pela primeira vez neste tipo de sociedade.
A associação permitirá à Alstom e à Bardella aperfeiçoar os seus recursos de engenharia, métodos de fabricação, produção, serviços de supervisão de montagem e de comissionamento, diminuindo prazos de fornecimento e garantindo a qualidade dos produtos suportados pela longa experiência adquirida pelas duas empresas nas áreas em que atuam.
Com investimento de R$ 90 milhões, a fábrica localizada em Porto Velho conta com 235 mil m² de área total e 25 mil m² de área construída. Equipada com máquinas operatrizes, área de caldeiraria, jato de granalha e pintura, a fábrica tem capacidade de levantamento de 100 toneladas

Nenhum comentário: