Rommanel

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

PREFEITURA DE PORTO VELHO DARÁ INTERNET DE GRAÇA PARA QUEM ESTIVER COM IPTU EM DIAS


Porto Velho. Foto: Ney Cunha/ cadernodestaque.blogspot.com


O contribuinte de Porto Velho que estiver em dia com o pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) poderá ter internet via rádio (sem fio) gratuito, a partir do próximo ano. É o que visa o projeto Cidade Digital idealizado pelo prefeito Roberto Sobrinho já em execução pela prefeitura da capital. Pela previsão do secretário municipal de Administração, Joelcimar Sampaio, os primeiros beneficiados estarão desfrutando da internet grátis em sua casa a partir de fevereiro de 2011.
Uma rede de fibra óptica de 33 quilômetros está sendo instalada pela prefeitura com os cabos passando por várias regiões da cidade. A rede contará ainda, com quatro torres de transmissão e 10 postes de retransmissão, que propagarão o sinal da internet para toda área urbana de Porto Velho, quando o projeto estiver concluído.
Pontos de acesso
Em uma área próxima à maternidade municipal será instalada a primeira torre. A área de cobertura inicial será num raio de dois quilômetros e meio em torno dessa torre. Os moradores que estiverem debaixo dessa cobertura serão os primeiros a receber o sinal, que será disponibilizado pela prefeitura, partindo da secretaria municipal de Administração (Semad).
O Centro de Processamento de Dados (CPD) da secretaria será transformado em um data center e nele ficará o controle central do sistema. Na prática, o CPD passará a funcionar como se fosse um provedor e os técnicos da Semad poderão fazer monitoramento de tudo o que for acessado pelo internauta na rede mundial de computadores, podendo até bloquear o acesso aos sites indesejados, como os pornográficos, de pedofilia ou de apologia ao crime.
O sinal que será disponibilizado à população é o mesmo que a Semad recebe de uma empresa telefônica concessionária do serviço. É um link de 20 MB (magabytes) e o sinal que será socializado com a população terá frequência de 2,4 GHZ (gigahetz) e velocidade de 512 Kbps (kabytes por segundo). "Será um sinal de ótima qualidade que a população terá por meio desse projeto de inclusão social, idealizado pelo prefeito Roberto Sobrinho", reforçou o secretário.
Projeto similar lembrou o secretário Joelcimar Sampaio, já existe em outras cidades brasileiras, principalmente no interior de São Paulo. A diferença é que em Porto Velho não existem obstáculos geográficos, principalmente como montanhas, que no caso das cidades paulistas prejudicam a expansão do sinal irradiado pelas torres. "Temos uma cidade praticamente plana, o que nos favorece. Se a cidade fosse muito acidentada ao invés de apenas quatro, teríamos que instalar mais torres", disse.
Critérios
Joelcimar Sampaio adiantou que um dos critérios para que os contribuintes possam receber internet em casa de graça, é a quitação regular do IPTU, salientando também, que poderá haver outros critérios. "A questão de como será dado o acesso e os equipamentos que serão adquiridos para a conclusão da instalação da rede ainda estão sedo analisados", informou o secretário.
O contribuinte para receber o sinal de graça também terá que se cadastrar na prefeitura. Constatando que ele está quites com o IPTU, então receberá uma senha com a qual terá acesso à rede mundial de computadores pelo sinal distribuído pela prefeitura. A única despesa que ele terá é com a compra de uma antena wireless para a recepção do sinal, que custa em média de R$ 150 a R$ 200.
A implantação do Cidade Digital está programada para acontecer em três fases distintas. A primeira é a interconexão das unidades que compõe o Executivo Municipal, ou seja, todas as secretarias, scolas municipais, unidades básicas de saúde, entre outras. A segunda é disponibilizar o sinal de internet aos primeiros usuários (bairro Embratel) e por último a instalação das últimas torres, uma na zona Sul, próximo a escola Joaquim Vicente Rondon e a outra próxima da secretaria municipal de Obras (Semob).
O secretário Joelcimar Sampaio, explicou que a intenção do prefeito Roberto Sobrinho com o projeto é facilitar a comunicação, reduzir gastos públicos e incluir a população no mundo digital. "Esse é o começo de um trabalho, com a meta de que em breve a população de Porto Velho tenha acesso grátis à internet", afirmou o secretário.

Nenhum comentário: